PARA FALAR CONOSCO

Entre em contato pelos emails:

mariasdeoliveira@hotmail.com
mariasantosdeoliveira13@gmail.com
marsan_oliveira@yahoo.com.br

Será um prazer atende-los.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

ADOLESCENTE

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA NA ADOLESCENCIA

A adolescência é uma fase inquieta. É muito difícil para um jovem de 12, 13
anos sentar-se para ler um livro, por mais interessante e envolvente que a história seja, estando ele rodeado de tantas outras fontes de informação – a internet, a televisão, a música, etc - que são muito mais dinâmicas.
Afinal de contas uma característica importante do adolescente é a sua capacidade de dividir a concentração. Eles conseguem ler um livro com o som e a tv ligados e ainda bater papo num chat na internet. Fazendo tantas coisas ao mesmo tempo, é natural que nenhuma delas seja muito bem feita e que a menos atraente seja deixada de lado depois de algum tempo.
No período da adolescência os amigos e "a turma" assumem um papel fundamental. São os amigos da mesma idade e com as mesmas características que possibilitam ao jovem enfrentar as modificações em seu corpo e em seus sentimentos. São os integrantes da turma que entendem melhor suas idéias, têm os mesmos interesses, as mesmas aspirações e estão dispostos a enfrentar os mesmos desafios. A opinião do grupo importa muito, ás vezes mais do que a dos próprios pais. O adolescente precisa fazer parte desse grupo. Os adolescentes sabem que a leitura de um bom livro é importante, pois melhora o vocabulário, a maneira de pensar etc.
Apesar se saberem da importância da leitura, os jovens não têm paciência para sentar e ler um livro do início ao fim. Eles dizem que muitas vezes a história é
chata, ou o livro tem muitas páginas e eles acham que nunca vão chegar ao fim, quando não acontece do filme sobre a história que estão lendo ser lançado no cinema. Neste caso, eles não pensam duas vezes e deixam o livro de lado. Afinal, outro atributo comportamental é a pressa. Eles estão rodeados de novas informações e só assimilam aquilo que consideram essenciais.
Entender a linguagem dos adolescentes e desenvolver livros com a “cara” deles pode fazer com que este público passe a ler mais, adquirindo mais cultura, conhecimento, experiências, desenvolvendo seu poder de imaginação etc. Não há maneira melhor de transmitir informação densa do que por meio de uma história. Por isso elas têm poder. E os livros incorporam esse poder. Cada livro lido tem a capacidade de nos transformar, e essa mudança passa a fazer parte
da nossa história pessoal. A sequência das obras lidas por cada um é única, pessoal e intransferível.
O objetivo primordial da Literatura Infanto-Juvenil de hoje é despertar o hábito
de ler, de uma forma lúdica e prazerosa, levando o leitor a ter um posicionamento
crítico sobre si mesmo e sobre o mundo em sua volta.
A leitura, na nossa sociedade, é uma forma de dar voz ao cidadão e é preciso
prepará-lo para tornar-se um sujeito no ato de ler. Quer dizer, o livro deve levar a uma leitura interpretação da vida que ajude o indivíduo na transformação do mundo.


Maria Santos de Oliveira

Nenhum comentário: