PARA FALAR CONOSCO

Entre em contato pelos emails:

mariasdeoliveira@hotmail.com
mariasantosdeoliveira13@gmail.com
marsan_oliveira@yahoo.com.br

Será um prazer atende-los.

domingo, 16 de outubro de 2011

ADOLESCENTES - CPAD 4º TRIMESTRE



LIÇÃO 3 – CONHEÇA O TREINADOR DA EQUIPE DE CRISTO
Objetivo Geral:

Compreender o trabalho do Espírito Santo no aperfeiçoamento dos santos; Entendendo a necessidade de buscarmos o Batismo com o Espírito Santo.
Para refletir
“Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.”(Rm 8.14 - ARC).
A frase contida nesse texto, descreve o estilo de vida daqueles que são filhos de Deus, ser guiado pelo Espírito de Deus, implica em mortificar progressivamente os desejos de nossa natureza pecaminosa, como um treinamento onde é imprescindível a determinação, a perseverança e a auto disciplina. Aqueles que e deixam guiar pelo Espírito Santo, com toda certeza serão mais completamente obedientes a Deus, pois viverão segundo os Seus Padrões de santidade, esses serão chamados “filhos de Deus”.
Texto Bíblico em estudo: Jo 14.16,17,26.
Introdução
Devemos ser sensíveis à voz do Espírito Santo, Jesus afirma em João 16.13:
“Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade, porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará o que há de vir.”
Isso implica em sermos sensíveis as inspirações do Espírito Santo não somente esporadicamente, mas durante todo o dia, em nosso cotidiano comum, inspirações que, se genuinamente procederem do Espírito Santo, nunca nos estimularão à agir contrários à Vontade de Deus, revelada através da Sua Palavra.
O Ajudador
“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre,
o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós. Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.”(Jo 14.16-18 –ARC)
Nesse texto, é interessante ressaltar a colocação da palavra outro no original grego. Segundo Strong, “outro” é “allos” essa palavra significa “alguém alem de”;”outro da mesma espécie” A palavra mostra semelhanças, porém diversidade de operação e ministério. O Uso que Jesus faz a allos para enviar outro Consolador equivale a ELE dizer:
“Enviarei Alguém igual a Mim, em adição à Mim, como Eu. Em minha ausência em corpo terreno, Ele fará o que Eu faria se ainda estivesse fisicamente presente entre vós”
Que maravilha!! Como Deus é GRANDIOSO em seus feitos.
Amado (a) enfatize isso aos seus alunos. Diga-lhes acerca da satisfação e alegria de termos o Consolador, o Ajudador conosco, nos auxiliando em tudo quanto fizermos.
O Espírito Santo não é um ser impessoal, como muitos pensam. Ele é Deus, possui personalidade, nos conduzirá em tudo quanto precisarmos em nossa vida espiritual.
Aplicando os exercícios
O Espírito divino habita no cristão como em seu templo.
É o Dom do Espírito Santo que:
  • Nos eleva e assimila a Deus em nosso ser e em nossas ações;
  • Permite-nos conhecê-lo e amá-lo.

A vida do cristão é uma existência espiritual, uma vida animada e guiada pelo Espírito para a santidade ou perfeição do amor.
Graças ao Espírito Santo e guiado por Ele, o cristão tem a força necessária para lutar contra tudo o que se opõe à vontade de Deus.
Para que o cristão possa lutar, o Espírito Santo o presenteia com seus dons, que são disposições permanentes que tornam o homem apto para seguir os impulsos do Espírito na realização da Obra de Deus.             
 Os dons espirituais concedidos pelo Espírito Santo à Igreja, são o meio pelo qual os crentes são capacitados a realizar a Obra de Deus até os confins da terra, 1Co 12.1 a 11.
Além de capacitar o cristão para a realização da obra do Senhor, os dons do Espírito Santo são também, como que ornamentos que dão beleza e vida abundante à Igreja em toda sua trajetória aqui na terra. Os dons espirituais só podem ser considerados como tal, quando a vida da Igreja é edificada pelos mesmos.        
Os dons sobrenaturais do Espírito Santo têm sempre dois objetivos principais: Glorificar a Deus e Edificar a vida da Igreja. Na manifestação dos dons não há lugar para  a glorificação humana nem para o endeusamento de seres mortais e falíveis.
Veremos nesse breve estudo uma síntese dos Dons Espirituais, sua atualidade, função e necessidade em face a um mundo cada vez mais infestado pelo espírito do engano.
Os dons espirituais são nove e são classificados geralmente da seguinte forma:
1. Dons de revelação
    a) A palavra da sabedoria
    b) A palavra do conhecimento
    c) Discernimento de Espírito
2Dons de Poder
    a) O Dom da fé
    b) Dons de curar
    c) Operação de milagres ou maravilhas               
3Dons de Elocução
    a) O Dom de profecia
    b) Variedades de línguas
    c) Interpretação das línguas
  1. A Palavra da Sabedoria(1Co 12.8). Não é a sabedoria comum de Deus para o viver diário do cristão. Pode manifestar-se de várias maneiras, porém geralmente o Dom da Palavra da Sabedoria manifesta-se em forma vocal sobrenaturalmente, aplicando a revelação da Palavra de Deus na solução de uma situação ou problema específico de difícil solução (1 Re 3.l6-28; Mt 22.21; At 6.3,10). Nesse Dom pode estar em foco, também, a habilidade sobrenatural de compreender e transmitir os mistérios mais profundos de Deus.
  2. A Palavra do Conhecimento (1Co 12.8). Esse Dom tem uma relação bastante estreita com o Dom de Profecia, e manifesta-se através de mensagem vocal pelo conhecimento divino trazendo à luz fatos ocultos a respeito de pessoas ou circunstâncias, ou revelando verdades bíblicas de difícil compreensão (At 5.1-10; 1 Co 14.24,25). Em 2  Reis 6.8-12, encontramos um exemplo da capacidade de Deus conhecer todas as                               coisas antecipadamente. A Palavra do Conhecimento é um fragmento da Onisciência de Deus distribuída aos homens.
  3. Discernimento de Espíritos(1Co 12.10). É um Dom extremamente importante para a Igreja dos últimos dias. Trata-se de uma capacitação sobrenatural dada pelo Espírito Santo, para o crente saber discernir e julgar corretamente as profecias e outras manifestações espirituais (1 Co 14.29; 1 Jo 4.1). A palavra tem o sentido de “julgar perfeitamente” . As Escrituras prevêem que a Igreja dos últimos tempos será terrivelmente assediada pelo poder das trevas (1 Tm 4.1). Mais do que nunca, os crentes precisam do conhecimento divino para discernir os espíritos (At 16.16-18).
  4. O Dom da Fé (1Co 12.9). Esse Dom opera freqüentemente em conjunto com os dons  de curas e operação de maravilhas. Não é a fé natural nem fé para a salvação, mas uma Fé sobrenatural capacitando o crente a crer de forma especial em Deus para a realização de milagres extraordinários como a cura de doenças incuráveis, a ressurreição de mortos ou a realização de coisas impossíveis pelos meios naturais
  5. Os Dons de Curar(1Co 12.9). Os dons de cura são dados à Igreja para, por meios divinos, proporcionar a restauração da saúde do corpo físico (At 3.6-8; 19.11,12). A palavra “dons” no plural pode sugerir a multiplicidade desses dons, bem como a cura de diferentes tipos de enfermidades de acordo com o Dom que se recebe. Os dons de curar não são dados a todos os crentes (1 Co 12.11,30).
  6. A Operação de Maravilhas(1Co 12.10). Esse Dom manifesta-se como os demais de maneira sobrenatural, geralmente sendo uma intervenção divina nas leis da natureza. É Deus modificando as leis naturais para manifestar o seu supremo poder (Js 10.12-14; At 9.36;20.9-12). A Operação de Maravilhas inclui a manifestação do poder de Deus contra o reino das trevas (Mt 8.28-34). Sempre que o Dom de Operação de Maravilhas se manifesta os resultados são imediatos e visíveis. Transformação de água em vinho e multiplicação de pães e peixes, são exemplos de operação de maravilhas.
  7. O Dom de Profecia (1Co 12.10)É um Dom que habilita o crente que o possui a transmitir uma palavra ou revelação divina, sob o impulso do Espírito Santo, revelando segredos do coração do homem (1 Co 14.24,25), proclamando, sobretudo, a vontade de Deus, em relação à sua vida espiritual ou outros assuntos do interesse de Deus e do Seu reino, sempre de acordo com sua soberana vontade.
  8. Dom de Variedade de Línguas (1Co 12.10,28)O Dom de variedade de línguas é o poder de expressão vocal em línguas desconhecidas, dadas pelo Espírito Santo, e capaz de serem interpretadas por outro Dom igualmente sobrenatural. O Dom de línguas em sua essência é o mesmo que línguas estranhas como evidência inicial do batismo no Espírito Santo. Difere, no entanto, no seu propósito e operação.
Consideremos algumas verdades essenciais na operação do Dom de variedades de línguas:
a) O Dom de línguas tem como propósito transmitir à Igreja uma mensagem para confirmar a Palavra pregada ou ensinada ou outra revelação de Deus, sempre de acordo com a revelação escrita, visando sempre a edificação da Igreja (1 Co 14.5).
b) O falar em outras línguas envolve o espírito humano e o Espírito de Deus, portanto não é algo mental, e sim espiritual (1 Co 14.2,14).
c) No Dom de variedade de línguas as línguas podem ser humanas ou angelicais (At 2.4-6; 1 Co 13.1).
d) As línguas estranhas faladas no culto público devem sempre ser interpretadas para que a Igreja possa conhecer o conteúdo da mensagem e ser edificada (1 Co 14.3,27,28), neste caso as línguas assumem o valor e a importância do Dom de profecia.
e) É preciso haver ordem quanto ao falar em línguas estranhas no culto público. Devem falar no máximo três pessoas, e por sua vez, aguardando a devida interpretação e julgamento pela Igreja, (1 Co 14.27,29).
f) Se não houver intérprete para as línguas estranhas, quem ora assim deve falar consigo e com Deus (1 Co 14.28).
g) Quem fala em outras línguas no culto ou em particular, pelo Espírito Santo, nunca fica fora de si ou descontrolado (1 Co l4.27,28).
h) Quem fala em outras línguas mas não se entrega ao senhorio de Cristo, nem aceita a autoridade de Sua Palavra, nem manifesta o Fruto do Espírito Santo em suas ações de vida, não pode estar falando pelo Espírito Santo.
9. O Dom de Interpretação das Línguas (1Co 12.10). Não se trata da capacidade humana de interpretar idiomas estrangeiros ou de traduzir humanamente uma mensagem falada para outra língua. É a capacidade sobrenatural, dada pelo Espírito Santo, para a compreensão e transmissão do significado de uma mensagem em línguas desconhecidas, mesmo que sejam línguas humanas não aprendidas e faladas por outros povos diferentes daquele que fala e principalmente daquele que interpreta. Uma mensagem em línguas estranhas, quando interpretada, pode se constituir numa grande bênção para a vida da Igreja. Sempre que houver a manifestação do Dom de variedades de línguas, se faz necessário o Dom de interpretá-las (1 Co 14.12-14,27,28).
Bem como o Fruto do Espírito, que nos auxiliam a controlar nosso temperamento.
“Mas o fruto do Espírito é: Amor, alegria, paz, longaminidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.”(Gl 5.22,23).
O fruto do Espírito é uma obra única do Espírito Santo, Ele produz qualidade de caráter e maturidade espiritual. O fruto do Espírito é destinado ao relacionamento, tanto com Deus como uns com os outros.
O fruto é um resultado natural da habitação do Espírito Santo.
É tão natural como a macieira produz maçã .Manifestaremos o fruto do Espírito na medida em que nos rendermos, se formos obedientes à obra do Espírito Santo dentro de nós.
Conclusão
Aprenda a Depender do Espírito Santo. Deus, na verdade, é três pessoas em uma: Deus Pai, Deus Filho (Jesus Cristo) e Deus Espírito Santo. A Bíblia ensina que o Espírito Santo vive dentro daquele que realmente crê em Cristo e O segue (Jo 14.16-17) A Bíblia diz o Espírito Santo, por habitar em você, é o seu Consolador e ajuda-lhe a entender a verdade revelada na Palavra de Deus: "O Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito". (Jo14.25)
O Espírito Santo:
  • Ensinará
  • Guiará
  • Fortalecerá quando você precisar
http://www.portalebd.siteprofissional.com - Profª Jaciara da Silva 

2 comentários:

Anônimo disse...

A MINHA VIDA TA DESMORONANDO E NINGUEM ME ENTENDE FAÇO 14 NO DIA 22 DE NOVEMBRO ADOREI VCS SOU UMA GAROTA QUE SOFRE ESCONDIDA.

Maria disse...

Cara Amiga: Que bom que você gostou da gente, se você quiser pode falar conosco pelo email:mariasdeoliveira@ Hotmail.com. Teremos o prazer em ajudar você.Quero Que saiba que Jesus ele olha por você e te entende muito bem, ele esta contigo a todos os momentos da sua vida minha querida.Estou orando por você mesmo sem saber quem você é, porque eu sei que Jesus te conhece e ele não quer que você fique sofrendo.
Att; Maria do blog do Adolescente Cristão